Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial / Porquê a OIT?

Porquê a OIT?

ilo

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) investe nas microfinanças, e na capacitação de gerentes de IMF em particular, porque acredita que as microfinanças podem ajudar a concretizar a sua visão de trabalho decente para todos. Os produtos de microcrédito e micro-locação proporcionam oportunidades para pequenos investimentos no trabalho autônomo e na criação de empregos. Empréstimos de emergência, poupança e microsseguros proporcionam os meios para as pessoas pobres lidarem melhor com o risco. Quando as microfinanças são entregues através de modelos baseados em grupos, podem constituir oportunidades para os pobres se organizarem e terem uma voz. Algumas IMF, especialmente as que desenvolvem parcerias com outros atores públicos ou privados na procura de uma missão social, estão desencorajando ativamente o trabalho infantil e o trabalho forçado e ajudando os microempreendedores a crescer e se formalizar.

Enquanto ponto focal para as microfinanças na OIT, o Programa de Finanças Sociais iniciou o desenvolvimento do currículo do programa Gestão de Instituições de Microfinanças (Making Microfinance Work, MMW) em 2003, partindo de outra área de conhecimento e de preocupação da OIT – a gestão. A OIT tem um longo historial de envolvimento no fortalecimento de práticas de gestão como estratégia para melhorar as relações laborais e as condições de trabalho. O seu Centro Internacional de Formação (CIF-OIT) em Turim, Itália, tem desenvolvido e implementado curricula de formação em gestão há mais de quatro décadas. O Centro levou consigo essa experiência quando uniu forças ao Programa de Finanças Sociais para o desenvolvimento da formação em Gestão de Instituições de Microfinanças e o programa de certificação de formadores.

O resultado final é um produto de qualidade que parte das experiências de gestão quer dentro quer fora do setor das microfinanças. Incorpora a perspectiva de um conjunto amplo de atores, incluindo instituições financeiras reguladas, governos, sindicatos e organizações não governamentais. A estrutura de governança única da OIT, na qual os trabalhadores, empregadores e governos participam de igual modo na tomada de decisão, coloca a organização numa posição privilegiada para explorar como os atores dos setores público e privado podem trabalhar juntos para expandir a abrangência e o impacto das microfinanças. Através do MMW, a OIT espera facilitar um uso mais alargado e inovador de serviços financeiros para ajudar a criar trabalho decente para todas as pessoas com baixa renda. O curso é um complemento natural para outros pacotes de formação criados pelo Programa de Finanças Sociais e o CIF-OIT, nomeadamente sobre locação, microsseguros e fundos de garantia.